Inter-relação da doença periodontal com problemas sistêmicos

O QUE É DOENÇA PERIODONTAL?

A doença periodontal é uma inflamação ao redor dos dentes de caráter crônico (persistente), causada por bactérias. Inicialmente afeta o tecido mole da boca - ou gengiva - (GENGIVITE) graças ao acúmulo de placa bacteriana e, posteriormente, se não houver tratamento, a doença pode evoluir, levando à perda dos tecidos de suporte dos dentes - cemento, ligamento periodontal e principalmente o osso (PERIODONTITE).



GENGIVITE PERIODONTITE

gengivite.png
per.png

peri.png

COMO A DOENÇA PERIODONTAL NÃO TRATADA PODE PREJUDICAR O RESTO DO SEU CORPO?


Atualmente, a doença periodontal (especialmente a periodontite) tem sido frequentemente associada à diversos problemas sistêmicos (diabete, doenças cardiovasculares, parto prematuro, etc). Da mesma forma que as doenças sistêmicas podem interferir no curso da doença periodontal como fator modificador, o contrário também é verdadeiro.


A condição que estabelece a associação da doença periodontal com os problemas sistêmicos é a BACTEREMIA. A Bacteremia, caracteriza-se pela passagem de bactérias e endotoxinas (toxinas presentes na parede celular de bactérias) do periodonto (tecido ao redor do dente) para a circulação sanguínea. Esta condição surge a partir de qualquer procedimento que resulte em sangramento gengival (procedimentos odontológicos ou situações corriqueiras do cotidiano como mastigação, escovação, etc).


Passa a ser preocupante quando o paciente além de ter uma higienização precária e não receber qualquer tratamento para as infecções de sua boca, ainda possui fatores de risco sistêmicos (idade, obesidade, histórico familiar, sedentarismo, etc). Destas infeções surgem as bacteremias transitórias, ou seja, as bactérias da boca circulam pela corrente sanguínea temporariamente. Essas bactérias podem alojar-se em locais nobres do corpo, causando problemas mais sérios.

Doença Periodontal X Doença Cardiovascular

- Em uma infecção crônica, como é o caso da periodontite, quando acontece bacteremias transitórias, pode-se gerar uma infecção na parede dos vasos sanguíneos, contribuindo para o desenvolvimento da aterosclerose (placas de gordura que se formam nos vasos sanguíneos e prejudicam a circulação sanguínea). Esta, favorece a ocorrência de pequena isquemia do miocárdio (falta de sangue no coração) e até infarto.


- Outra possível consequência das chamadas bacteremias transitórias, é o alojamento de bactérias nas válvulas cardíacas. Esta condição estabelece o que chamamos de endocardite bacteriana. Nesta situação, as bactérias destroem as válvulas do coração causando uma insuficiência cardíaca, ou seja, o coração não consegue mais desempenhar suas funções adequadamente.


Doença Periodontal X Diabete


- Da mesma forma que pacientes diabéticos são mais suscetíveis a terem doença periodontal, esta possivelmente agrava a diabete. Ainda há necessidade de mais estudos, mas alguns deles mostram que nos pacientes diabéticos com periodontite tratada, foi encontrada uma quantidade significativamente menor de hemoglobina glicosilada. Isto pode significar que o paciente precisaria de menor quantidade de insulina para controlá-la.


Doença Periodontal X Pneumonia Bacteriana


- O acúmulo de bactérias na boca pode alterar as condições do ambiente e facilitar a aspiração das mesmas para as vias aéreas superiores (nariz, faringe, laringe, etc). Esta infecção pode migrar facilmente para as vias aéreas inferiores (pulmão), causando uma pneumonia. Essa condição é comumente observada em idosos internados em UTI, apresentando um quadro de imunidade baixa.


Doença Periodontal X AVC (Acidente Vascular Cerebral)


- Como citado anteriormente, há uma possibilidade de infecção nas paredes de vasos sanguíneos. Se o vaso em questão for o que leva sangue ao cérebro e se a placa de gordura obstruir totalmente a passagem de sangue, acontece o que chamamos de acidente vascular cerebral. Há então uma paralisia da região do cérebro em que faltou sangue, resultando em sequelas motoras (dificuldade de movimentações) e/ou neurológicas (perda da memória, dificuldade em se expressar, paralisia facial, desequilíbrio, etc)


Doença Periodontal X Parto Prematuro


- As bactérias que supostamente estão na corrente sanguínea das gestantes que apresentam bacteremia transitória podem migrar até a cavidade uterina. Lá, elas estimulam um tipo de célula a produzirem duas substâncias químicas que, de acordo com estudos, poderiam levar à ocorrência de contração prematura do músculo do útero e, conseqüentemente, à um parto prematuro.


Últimas Postagens
Tags
No tags yet.